All for Joomla All for Webmasters
MotoGP

Alvaro Bautista quer melhorar aderência traseira da sua Ducati

Imagem: Michelin

Se há aspetos da sua nova Ducati Desmosedici GP17 que o deixam agradado após os testes de Sepang, há também áreas que Alvaro Bautista sente necessário melhorar na moto, nomeadamente na aderência da parte traseira. O piloto da Ángel Nieto Team concluiu os testes no 16.º lugar a 1,375s do mais rápido da semana, Jorge Lorenzo.

Citado pelo Motorsport.com, Bautista explicou que a parte frontal da GP17 lhe permite ter mais confiança do que com a moto do ano passado, ao contrário da traseira que sente especial necessidade de melhorar devido à falta de aderência:

Estamos a tentar trabalhar para melhorar a aderência traseiro. Temos poucos quilómetros com a moto e uma configuração parecida à que tínhamos no ano passado, mas esta Ducati tem características diferentes. A verdade é que me sinto confortável com a parte dianteira, com bastante mais confiança com esta moto do que com a de 2016, mas perco muito em tração e também na traseira ao entrar em curva. Há que conseguir mais aderência porque nisso perdemos muito tempo.

O espanhol sofreu uma aparatosa queda (num high side) na segunda-feira ao perder aderência traseira após montar pneus novos. Questionado sobre se o incidente esteve relacionado a algum problema de caixa de velocidades, como na sua queda nos testes de novembro, Bautista negou: ‘Não teve nada a ver com a queda deste teste. Mas é certo que tivemos um problema de caixa de velocidades na terça-feira. Mas não teve nada que ver com a queda de segunda-feira. Não sabemos os motivos mas não foi por causa da caixa de velocidades‘.

Alvaro Bautista quer melhorar aderência traseira da sua Ducati
Click to comment

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

To Top
Twitter Auto Publish Powered By : XYZScripts.com