All for Joomla All for Webmasters
Velocidade

De Angelis passa a assessor e vai tirar o curso de instrutor: ‘Cobro pouco, começa nos 500€ por dia’

Créditos: Pirelli Moto

Alex de Angelis perdeu o trabalho como piloto na Perdercini-Kawasaki mas isso não o impediu de continuar ligado ao mundo do motociclismo, ele que tem as mãos cheias com os novos desafios que tem pela frente.

O piloto de 33 anos é assessor/conselheiro de pista de Federico Fuligni e trabalha ainda como treinador de pilotos, onde cobra a partir de 500 euros por dia. O italiano vai ainda fazer o exame do curso de instrutor para a semana, contou ao Speedweek.

‘Agora trabalho para o Federico e para a Tasca Racing. Esta época sou conselheiro dele. Para os treinos em casa ele está bem entregue, mas agora tomo conta dele em pista. Além disso trabalho como monitor em pistas, algo que já faço há dois ou três anos. Não faço isso apenas para motociclistas, mas também em quatro rodas. É por isso que vou fazer um exame para ser instrutor. Por isso agora tenho muito trabalho. Desempenho funções como instrutor para pilotos de diferentes níveis, seja para iniciantes que atacam a pista pela primeira vez ou pilotos que querem melhorar a sua velocidade’, contou Angelis.

Natural de San Marino, o antigo piloto salienta dar aulas em grupo ou individuais, ao mesmo que explica adorar o que faz: ‘É um trabalho, mas também é a minha paixão, por isso é que não cobro muito dinheiro. Claro que tudo isso depende dos custos. Um deles é se me é disponibilizada uma moto ou não. Mas começa à volta dos 500 euros por dia.’

De Angelis passa a assessor e vai tirar o curso de instrutor: ‘Cobro pouco, começa nos 500€ por dia’
Click to comment

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

To Top
Twitter Auto Publish Powered By : XYZScripts.com