All for Joomla All for Webmasters
Moto-E

Lin Jarvis não acredita que MotoE venha a substituir MotoGP

Imagem: Twitter @Michelin_Sport

Lin Jarvis não acredita que o MotoE venha a substituir, futuramente, o MotoGP como principal categoria de motociclismo. O campeonato elétrico arranca no próximo ano com a participação de nove equipas (sete satélites do MotoGP, uma do Moto2 e outra do Moto3), acompanhando algumas rondas europeias do Mundial.

Na opinião do responsável da Yamaha, o MotoE surge na altura certa, admitindo que poderá substituir alguma categoria que não o MotoGP. Citado pelo motorsportweek.com, afirmou: ‘Penso que é a altura absolutamente certa para a Dorna começar a olhar para a tecnologia elétrica, mas demorará muito tempo. Provavelmente nunca vai ocupar o lugar do MotoGP, mas talvez substitua outra classe‘.

Jarvis acredita que as motos elétricas terão mais possibilidades de singrar noutro tipo de disciplinas: ‘As motos elétricas vão sem dúvida progredir noutras disciplinas, como o motocross ou o enduro, onde o ruído é um assunto muito mais sensível porque os locais estão mais perto de áreas urbanas. Provavelmente terão lá um maior futuro‘.

Por outro lado, o chefe de equipa da Yamaha considera que a indústria motociclista está mais atrasada do que a automóvel. Não obstante, acredita que a energia elétrica vai ganhar o seu espaço: ‘Estou certo que no futuro da indústria motociclista os veículos elétricos terão uma maior importância‘.

Lin Jarvis não acredita que MotoE venha a substituir MotoGP
Click to comment

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

To Top
Twitter Auto Publish Powered By : XYZScripts.com